sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Adestrando o filhote

Olá a todos.
Volto ao blog depois de ter deixado a postagem anterior visível aqui por bastante tempo, na esperança de que a collie que foi encontrada tenha sido resgatada pelo dono ou adotada, pois até o momento não tenho mais informações sobre ela. Mas é preciso seguir em frente, é a vida. 
Como muita gente me pergunta sobre o momento certo de adestrar os filhotes, achei oportuno comentar um pouco com vocês sobre isso.
Normalmente não espero que toda a vacinação do filhote seja feita para só depois ensinar a andar na guia. Muitos veterinários costumam recomendar - alguns fazem verdadeiro terrorismo pra tornar as pessoas mais precavidas - que o filhote não seja levado para fora de seu território até que a vacinação esteja completa. Explico: Filhotes geralmente tendem a ter a imunidade baixa, por isso a necessidade da vacinação e também por isso é recomendado por veterinários que o filhote não saia para passear antes disso.
Nunca esperei que a vacinação toda ficasse completa para começar a ensinar meus filhotes, pois aprender a andar na guia é algo que inicia-se em casa, e eles sempre "passeiam no quintal" comigo.

Começo sempre fazendo associações positivas, como colocar a guia e deixá-los arrastando-a pelo quintal no momento em que vou brincar,  fazer carinho e alimentar. Assim eles associam a guia a bons acontecimentos. Nunca tento puxá-los com a guia nos 2 primeiros dias, nem dou pisão na guia quando estão em movimento pois isso traumatiza os filhotes e eles associam a guia ao mau momento em que estavam correndo e foram bruscamente parados pela guia.

Tom de voz e estado de espírito são fatores que auxiliam muito.
Se você está bravo e vai tentar ensinar o filhote, ele não vai entender. Aí você grita com ele, ele vai sentor mais medo ainda e tudo será mais difícil. Procure falar com calma e quando necessário apenas. Cães se baseiam na linguagem corporal e na percepção da energia que passamos a eles.

Aos poucos quando o filhote já não estranhar mais a presença da guia no pescoço você vai brincando e pegando de vez em quando na guia. Quando ele puxar fique calado e deixe que se acalme, só depois solte a guia. Alguns choram, rolam, gritam como se estivesssem apanhando, é normal... mas não ceda à carinha de dó que seu filhote vai fazer. Apenas segure a guia em silêncio e espere que ele se acalme. Feito isso ele vai reduzir a tensão e você larga de volta a guia, retomando a brincadeira.
Colocar a guia em cães já experientes que saibam andar com ela servem sempre como referência para os filhotes -pois aprendem muito por observação - e quando os passeios começarem é sempre bom levar junto um cão que saiba andar calmamente nos passeios, até que o filhote acostume.

Por hora creio que é só, senão o texto fica longo e cansativo.
Dúvidas? Deixe seu comentário, e se tiver condições eu ajudarei com muito gosto.


sábado, 26 de maio de 2012

Collie perdida em Curitiba, procura-se o dono.

Recebi via facebook uma imagem de uma collie tricolor encontrada dia 21 de maio em Curitiba, no bairro Uberaba.
Ela não come ração seca, é bem tímida e assustada. Foi inclusive difícil para fotografá-la pois demonstrou receio na presença da câmera fotográfica.
Essa collie é bem grande de tamanho, e tem uma ferida na perna traseira esquerda. Quando foi encontrada usava um colar elizabetano, desses que se usa quando o cão passa por cirurgia.
Agradecimento especial ao canil Saltinho da Pedreira, por fazer as fotos dela e ajudar a divulgar.

Se o dono dela não for localizado, ela será castrada e encaminhada para doação.


segunda-feira, 23 de abril de 2012

Collie na mídia - erro de identificação




Olá!

Hoje vim expressar minha indignação ao adquirir na banca de jornais o exemplar de uma revista " especializada" em cinofilia.
Ocorreu o seguinte: realizaram uma matéria falando na raça Collie, como pode-se notar pela chamada na imagem da capa da Revista, porém cometeram o erro absurdo de colocar ali um cão de outra raça, e não um Collie.
Quem conhece as duas raças sabe que foi um equívoco, mas e como fica a situação para as pessoas que não sabem diferenciar um Collie de um Pastor de Shetland?
Se pelo menos uma das raças fosse bem recente no Brasil, eu entenderia. Mas não é o caso, até mesmo porque a própria Revista na chamada de sua reportagem disse: "Collie: ícone de muitas décadas". Mesmo essas décadas todas não foram suficientes  para a equipe - diretor editorial, editores chefes, repórteres, checagem e os consultores de cinofilia (confira seus nomes na página que contém o índice das matérias, próximo ao rodapé da revista) aprender a reconhecer um Collie e um Pastor de Shetland?
Bem, eu que convivo com collies há 26 anos estou mais do que segura de ter sido um infeliz equívoco, que "queima o filme" não só da revista, mas das duas raças, a mencionada e a que foi equivocadamente mostrada na capa. Queima o filme porque as pessoas que não sabem que são raças diferentes vão ficar confusas.
Crio a raça desde 2008 - repetindo: convivo com a raça há 26 anos - e esperava poder ter mais confiança na Revista, principalmente por ser especializada em cinofilia.
A foto abaixo é de um Collie. Como não crio nem possuo um Pastor de Shetland para que possa ser exibido aqui - e as imagens e raças comparadas entre si - posso apenas sugerir uma busca de imagens no Google.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Dando notícias

Olá!

Peço desculpas pela ausência.
Entre esta e a última postagem o tempo ficou escasso devido a compromissos acadêmicos.
A estação de "troca de pelagem" já passou para a grande maioria dos cães, embora eu já tenha deixado aqui uma postagem falando sobre o tema.

Em 2011 não foi possível participar das exposições, pois o ritmo da faculdade ficou bastante intenso, mas pretendemos ir na exposição de maio deste ano, que você pode acompanhar aqui e que provavelmente eu inscreva a Queen (Sagaldogs Queen Galadriel) para participar.

Hoje, 03 de abril de 2012, eu mudei a marca e fornecedor da ração das collies. Nem deveria citar marcas, mas eu pagava no pet shop 92 reais pela ração de minhas cachorras. Já procurei o distribuidor dessa ração tempos atrás, enviei ao email dele todos os dados solicitados, pra que eu pudesse fazer o cadastro e ter um "preço melhor" por ser criadora registrada no Kennel Clube e na CBKC. Só que esse distribuidor nunca retornou contato, então eu recebi do canil Fairieland (Canil criador da Bunny, que é a mãe da Queen) a indicação de usar a Equilíbrio, da Total Alimentos. Aí eu fiquei feliz, pois não levou 10 minutos após enviar contato via site da empresa e o Veterinário responsável imediatamente retornou o contato. Então na manhã de hoje recebi a pessoa responsável pelas vendas e efetuei não só o cadastro, como também já fiz um pedido de ração.
O mais cabana disso tudo é que vou pagar menos pela ração Super Premium do que eu pagava pela ração Premium comprada no pet shop, e tenho fé que a Equilíbrio vai ser muito melhor para meus cães do que a antiga ração que eles comiam antes.





Então é isso, até a próxima postagem!

Sandra